sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Bolo Gelado



Bolo gelado
INGREDIENTES
4 ovos
2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 copo de suco de laranja ( 250ml)
1 colher de sopa de fermento em pó
para a cobertura:
1 garrafa pequena de leite de coco
1 garrafa de leite ( utilize a mesma garrafa do leite de coco como medida)
1 lata de leite condensado
1 pacote de coco ralado sem açúcar

MODO DE PREPARO

Na batedeira bata as claras em neve
Acrescente o açúcar e bata por mais uns 3 minutos
Coloque as gemas, o trigo, o suco e continue batendo até formar uma massa homogênea
Por último ponha o fermento, bata por mais 40 segundos na menor velocidade da batedeira
Despeje a massa numa forma média e untada
Asse em forno pré-aquecido em temperatura média por aproximadamente 40 minutos ou até dourar
Cobertura:
Misture bem numa tigela o leite de coco, o leite e o leite condensado
Reserve
Assim que o bolo tiver assado, retire do forno e fure toda a sua superfície com garfo ou faca, assim a cobertura penetrará bem
Com o bolo ainda quente e já furado despeje a cobertura sobre ele
Salpique o coco ralado por cima
Leve à geladeira por aproximadamente 3 horas
Corte o bolo em quadradinhos do tamanho que preferir e embrulhe com papel alumínio
Conserve na geladeira

Se o leite tiver fresquinho o bolo pode durar até 1 semana, isso se não acabarem com ele bem antes

Deixe aqui o seu comentário.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Cuidado com as Unhas

Olá amores! Vim aqui pra falar sobre unhas! Na verdade já faz um tempinho que não faço post das minhas não é? Decidi nas férias em maio, que não iria retirar mais as cutículas das unhas das mãos e foi isso mesmo que fiz! Confesso que não foi muito bom se acostumar em ver as unhas sem retirar as cutículas, mas como elas estavam quebrando muito e fragilizadas de toda semana colocar e retirar esmalte sem nem ao menos deixá-las respirar ( será que as unhas precisam?) eu resolvi não mais fazê-las! Pra isso comecei a investir em produtos específicos para hidratá-las. Vou mostrar pra vocês aqui alguns! 
 Essa cera é maravilhoooosa! É super concentrada e não fica pegajosa nas unhas além de ser rapidamente absorvida, deixas as cutículas super hidratadas, deve ser aplicada de duas a três vezes ao dia. ( O problema é lembrar de aplicar na correria do dia a dia né!). Apesar de ter somente 7 gramas  e custar em média R$ 20,00 vale o investimento porque dura muiiitoooo! 

Esse é um amolecedor de cutículas e serve para ser aplicado para usar depois o afastador com isso diminue as cutículas superficiais além de proporcionar uma leve hidratação. 


As minhas unhas só pintadas sem retirar as cutículas o que vocês acharam?  E já que estamos falando em unhas as que estão fazendo o maior sucesso são as da personagem Megan  de Geração Brasil que está usando nas unhas a cor prata. Quer inspiração? 









Espero que tenham gostado das dicas amores! Bjs 

 Deixe aqui o seu comentário.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Moda da Calça Flare



Calça Flare


Calça nunca é demais heim Lindonas? Ainda mais esse modelito  lindo que veio lá dos anos 60, para dar um ar retrô nos nossos looks.
A calça de cintura alta e abertura na parte de baixo, agora se chama Flare, seja ela jeans, malha ou tecido.
Eu particularmente acho super charmosa e cai super bem em todo tipo de corpo, aliás as baixinhas podem usar e abusar pois alonga a silhueta. 
Na hora de compor o look, a minha dica é usar saltos e abusar das cores, estamos no inverno, mais a pedida dessa estação é cores!!!
Segue alguns looks para inspiração!!





















Beijoos Lindonas!

Ailma Souza Curta: As Estilosas


Deixe aqui o seu comentário.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Receita da Tarde

Olá meus amores!  A partir de hoje vou postar pra vocês todos os dias uma receita diferente que ensinamos no meu programa na Liberdade Am " Tarde Total Liberdade", espero que vocês curtam e preparem delícias fáceis de fazer. A de hoje é:

Bolo Cremoso com Fubá e Queijo.



Ingredientes
4 colheres de sopa de Manteiga
4 xícaras de chá de Leite
2 xícaras e mais 3/4 xícara de açúcar
4 colheres de sopa de queijo parmesão
2 colheres de sopa cheias de farinha de trigo
1 xícara de chá de fubá
3 ovos inteiros
1 colher de sopa cheia de fermento
Erva doce a gosto

Modo De Preparo
Bata os 7 primeiros ingredientes no liquidificador
Quando estiver bem batido coloque o fermento e bata rapidamente apenas para incorporar
Se quiser, neste momento, acrescente uma pitada de erva doce.
Unte uma forma 32 cm x 22 cm com manteiga e polvilhe com fubá.
Asse no forno na temperatura de 180 graus por 1 hora e 30 minutos
Após retirar do forno, deixe esfriar
Corte o bolo quando ele estiver frio.

domingo, 20 de julho de 2014

Tratamento Bloom da linha Yelow Alfaparf

Olá amorecos!

Eu tinha prometido no meu Instagram vim falar sobre o kit da Alfaparf Yeloow Bloom de Argan. Gente eu tinha ganhado o óleo da minha querida Rafaela Freitas do Studio Hair e fiquei encantada com a hidratação que ele proporciona aos cabelos. Daí em uma visita ao salão pra dá uma repaginada no corte acabei comprando o restante da linha e estou amando... Essa linha Bloom Argan foi desenvolvida para aumentar a vitalidade dos fios danificados enquanto protege e restaura a elasticidade capilar e ainda, reduz a secagem e devolve  luminosidade ao cabelo.Vamos conhecer um pouquinho de cada produto? 
  



O shampoo é transparente por isso mesmo tem um poder de limpeza maravilhoso e ainda deixa o couro cabeludo com a sensação de limpeza ideal para receber hidratação. Além de economizar pela embalagem de 500ml só um pouquinho já espuma bem e detalhe é anti-frizz diminue os fios arrepiados rsrsrs <3 font="">


A textura do shampoo é bem fininha e rende muitooooo!


Vamos a máscara! Ela tem 500ml uma belezura! Deve ser usada quando você for fazer hidratação nos cabelos. Depois de lavar os cabelos com o shampoo, seque-os com uma toalha. Separe uma pequena quantidade da máscara e misture duas gotinhas do Argan Oil (óléo de tratamento da linha) e passe nos cabelos e faça uma pequena massagem mecha a mecha deixe alguns minutos e enxágue tudo com bastante água. 


Olha a textura da máscara é incrível parece uma manteiga é super concentrada e rende muito.


Agora chegou a vez do condicionador! Ele deve ser usado nos dias em que você fizer a hidratação, logo após para fechar as cutículas do cabelo e aumentar ainda mais a hidratação dos fios. E logo após o shampoo nos dias que você não hidratar os fios. Ele deixa o cabelo super desembaraçado e macio. 




A textura é super leve e não deixa os cabelos bem hidratados.

O grande aliado do tratamento é o Argan Oil (óleo de tratamento) super versátil, pode ser usado de várias maneiras, nas hidratações, como reparador de pontas, como protetor térmico antes da escova ou chapinha e nos cabelos secos para deixá-los alinhados e com brilho especial. Bom não é? 


Os produtos contêm na fórmula ALOETRIX, à base de Aloe Vera e Gérmem de Trigo, que nutre os cabelos nas lavagens deixando os fios sedosos o resultado são cabelos hidratados, com um brilho absurdo, muito macios e perfumados! E aí gostou ou já conhece a linha? Comenta aí!


Os cabelos depois de usar a linha Bloom! Amei!!!!

Deixe aqui o seu comentário.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Moda do Brinco Leque


Assessório – Brinco Leque

Já sabemos que o Maxi brincos faz parte da vida das fashionistas à algum tempo, e nessa mesma pegada veio para dar um up ainda maior na composição do look, os brincos leque, isso mesmo, o brinco que faz jus o seu nome por remeter ao próprio leque, já tomou conta no mundo fashion. O assessório por ser grande e mega estiloso, faz com que você economize esforços na hora de compor o seu look, basta uma roupinha básica para ele tornar o seu look em uma mega produção!
Minha dica: Optem por blusas sem muita informação, use com cabelos preso, coques, eles iram aparecer ainda mais, abusem das cores na hora da escolha do seu brinco.















Beijoos,Ailma Souza!!
Acesse: As Estilosas



Deixe aqui o seu comentário.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Você conhece bem os adoçantes?




ASPARTAME
“O SABOR DOCE QUE PODE TORNAR AMARGA A SUA VIDA”

O ASPARTAME foi descoberto em 1965 por James Schlatter, pesquisador dos Laboratórios de G. D. Searle (empresa farmacêutica) nos Estados Unidos1. O ASPARTAME é um edulcorante sintético com um poder adoçante 180 a 200 vezes maior do que o da sacarose (açúcar da cana)2. Possui sabor semelhante ao açúcar branco e seu valor energético corresponde a 4 Kcal/g3. É sensível ao calor, perdendo o seu poder de adoçamento em altas temperaturas. A doçura também poderá diminuir quando passa longos períodos de tempo armazenado4. Os adoçantes sintéticos (ciclamato, sacarina, acessulfame-k e o ASPARTAME) são originados a partir de compostos e reações químicas. Muitos deles derivados da indústria do petróleo, como a sacarina e o ciclamato5.

METABÓLITOS DO ASPARTAME PODEM SER PERIGOSOS AO ORGANISMO
Quando o ASPARTAME É administrado por via oral é completamente hidrolisado (metabolizado). Cerca de 50% em peso do ASPARTAME é absorvido para circulação como fenilalanina, 10% como metanol (considerado um veneno grave6), e 40% como ácido aspártico7. Essas substâncias em excesso podem causar complicações clínicas relacionadas a vários distúrbios metabólicos, fisiológicos e danos graves muitas vezes irreversíveis6.

EFEITOS DA FENILALANINA
Cada grama de ASPARTAME contém 570 mg de fenilalanina. Altas concentrações de fenilalanina e ácido aspártico ocorrem no cérebro após a ingestão de ASPARTAME. Esse é um aminoácido normalmente encontrado no organismo. Quando há uma concentração excessiva de fenilalanina no cérebro, por competir pelo mesmo receptor com a serotonina (neurotransmissor ou hormônio do bem-estar), há uma diminuição da captação de serotonina pelo cérebro deixando as pessoas mais suscetíveis a uma série de problemas emocionais como depressão, ansiedade, esquizofrenia e etc. A ingestão de ASPARTAME pode resultar tanto no aumento do consumo de alimentos (compulsão alimentar por comer doces) ou anorexia grave. Pode também provocar perda de memória e freqüentes dores de cabeça e torna o indivíduo mais suscetível ao infarto6.
TABELA 1 - Recomendação diária de Fenilalanina na dieta8
FAIXA ETÁRIA NO CICLO DA VIDA
RECOMENDAÇÃO DIÁRIA
Recém nascido aos 6 meses
20 a 70 mg/Kg/dia
Entre 7 meses e 1 ano
15 a 50 mg/Kg/dia
De 1 a 4 anos de idade
15 a 40 mg/Kg/dia
De 4 a 7 anos de idade
15 a 35 mg/Kg/dia
De 7 a 15 anos de idade
15 a 30 mg/Kg/dia
De 15 em diante
10 a 30 mg/Kg/dia

EFEITOS DO METANOL
Outro produto do metabolismo do ASPARTAME é o metanol, substância tóxica cumulativa por ser excretada muito lentamente do organismo. Quando metabolizado o metanol produz aldeído e ácido fórmico9. O formaldeído é carcinogênico, e interfere na replicação do DNA, produz danos à retina, podendo levar à cegueira, zumbido nos ouvidos, náusea, brancos na memória, distúrbios gastrintestinais e muitos outros6. Considera-se, no entanto, que seriam necessários 200-500 mg/kg de metanol para ocorrer toxicidade significante. Seria necessário ingerir, no mínimo, 2.000 mg/Kg de ASPARTAME para ele promover intoxicação10. Essa dose equivale a aproximadamente a 2,5 litros de refrigerante dietético11.

EFEITOS DO ÁCIDO ASPÁRTICO
O ácido aspártico é um aminoácido que funciona como neurotransmissor no cérebro e facilita a transmissão de informações de um neurônio a outro. Um elevado grau desse neurotransmissor no cérebro estimula as células nervosas (neurônios) de tal maneira que pode até matá-las. O resultado será o surgimento e problemas crônicos como esclerose múltipla, perda de memória ou audição, epilepsia, males de Parkinson e Alzheimer, além de desordens neuroendócrinas6.

Ensaios agudos, crônicos e subcrônicos em vários animais evidenciaram a ausência de toxicidade e carcinogenicidade associado à ingestão do ASPARTAME, o que desqualifica os resultados por serem feitos em animais7.

PARECER DOS ÓRGÃOS DE SAÚDE
Os estudos que avaliam os riscos relacionados ao consumo de adoçantes não trazem evidências de que possam gerar doenças. Segundo a FDA (Food and Drug Administration) e a JECFA (Joint Expert Committee on Food Additive), os efeitos para saúde ainda são incertos e nada conclusivos. Tomando como exemplo o ASPARTAME, esses órgãos afirmam que não existem evidências científicas que levem a crer na relação entre o consumo de ASPARTAME e o desenvolvimento de câncer, e que o consumo deste adoçante é seguro, desde que seja feito dentro das recomendações da IDA – Ingestão Diária Aceitável. Essa questão da recomendação máxima diária é um alerta, colocado como condição pelos órgãos de saúde, para manter a ingestão em níveis adequados12.
TABELA 2
ADOÇANTE
IDA (Ingestão Diária Aceitável)
Aspartame
40 mg/kg de peso
Ciclamato de sódio
11 mg/kg de peso
Sacarina sódico
5 mg/kg de peso
Acessulfame-K
9 mg/kg de peso
Sucralose
15 mg/kg de peso
Stévia
5,5 mg/kg de peso
Sorbitol
Não especificado
ANVISA, 2006.

De acordo com a tabela acima, a grande questão é calcular exatamente o total ingerido, já que o ASPARTAME não está apenas nas gotinhas colocadas para adoçar o café ou o suco, mas em uma variedade enorme de produtos com característica “light, diet, zero”, que são consumidos em quantidades indiscriminadas por gestantes, crianças e adultos que não querem ganhar peso. Outro ponto a ser observado é que os indivíduos que utilizam o ASPARTAME esguicham o produto no suco e em outras bebidas sem se importar com a quantidade, por isso, extrapolam em muito a ingestão diária preconizada como aceitável13. Com esse consumo exagerado, com certeza o indivíduo terá seqüelas em longo prazo.







“Apesar das divergências e informações pouco conclusivas em relação ao consumo de diversos tipos de adoçantes o melhor mesmo é ficar longe deles inclusive do ASPARTAME, pois ele está longe de ser uma opção saudável15”.

“Adoçantes são medicamentos, por isso, seu uso precisa estar restrito a pessoas com diabetes e hipoglicemia. “Não deve ser utilizado por todos, inclusive gestantes e crianças13”.

“O ideal no uso de ASPARTAME e outros adoçantes é a recomendação clínica e acompanhamento do paciente por profissional habilitado16”.

“Pessoas com fenilcetonúria (desordem genética que dificulta a metabolização da fenialanina), que usam aspartame ou alimentos que tem na sua composição essa substância, principalmente crianças, podem sofrer danos cerebrais irreverssíveis10”.

  REFERÊNCIAS

1.      CÂNDIDO, L. M. B.; CAMPOS, A. M. Alimentos para fins especiais: dietéticos. São Paulo: Varela, 1996. p. 115-258.
2.      Pereira AV, Marcolino-Junior LH, Fatibello-Filho O. Determinação espectrofotométrica de aspartame em adoçantes por injeção em fluxo usando um reator em fase sólida contendo fosfato de zinco imobilizado. Quim Nova 2000; 23(2):167-72.
3.      Renwick AG, Nordmann H. First European Conference on Aspartame: putting safety and benefits into perspective: synopsis of presentations and conclusions. Food Chem Toxicology 2007; 45(7):1308-13.
4.      CAMPOS, V. M. C. Fabricação de doces diet, ou dietéticos, em pedaços e em calda. Resposta Técnica. Minas Gerais: Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas, p. 1-4, 2006.
5.      Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portaria n.540, de 27 de outubro de1997. Aprova o Regulamento Técnico: Aditivos Alimentares - definições, classificação e emprego. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 28 out. 1997.
6.      Dr. Roberts é diretor do Instituto de Palm Beach para a investigação médica e membro emérito das equipes médicas do Hospital Bom Samaritano e Hospital St. Mary, em West Palm Beach, e organizações médicas / científicas de prestígio. Estes incluem o American College of Physicians, a Endocrine Society, da Academia Americana de Neurologia, e da Federação Americana de Investigação Clínica. Ele é autor de 18 textos e teve mais de 240 artigos originais e cartas publicadas, mais lidar com os problemas de diagnóstico, metabólicas e neurológicas desafiadoras. Dr. Roberts foi nomeado cavaleiro da Ordem de São Jorge por seus esforços profissionais e humanitários, e foi escolhido pelos editores de uma revista médica nacional como "o melhor doutor em os EUA”.
7.      MATTOS, R. Adoçantes artificiais: O aspartame. Disponível em: Acesso em: 12/06/2014 20:11.
8.      Levy HL. Phenylketonuria: old disease, new approach to treatment. Proc Natl Acad Sci USA. 1999;96:1811-3.9.      MARTINS, M. R. I.; AZOUBEL, R. Efeitos do Aspartame no Rim Fetal de Ratos– Estudo Cariométrico. J. Bras. Nefrol. vol. 28, n. 3, p. 151-157, Set., 2006.
10.     TORLONI, M. R.; NAKAMURA, M. U.; MEGALE, A.; SANCHEZ, V. H. S.; MANO, C.; FUSARO, A. S.; MATTAR, R. O uso de adoçantes na gravidez: uma análise dos produtos disponíveis no Brasil. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. v. 29, n. 5, Rio de Janeiro, maio, 2007. p. 267-75.
11.     STEGINK, L. D. The aspartame story: a model for the clinical testing of a food additive. Am. J. Clin. Nutr., v. 46, p. 204-15, 1987.
12.     ANVISA. Ministério da Saúde. Considerações sobre o Uso do Edulcorante Aspartame em Alimentos. Informe Técnico nº 17, de 19 de janeiro de 2006.  Disponível em: Acesso em: 12 junho 2014.
13.     Dr. Édson Credídio(Médico nutrólogo, clínico geral, doutor em Ciências de Alimentos pela Unicamp, presidente da Sociedade Brasileira de Nutroterapia Funcional e Dietética e membro Titular da International Colleges for the Advancement oj Nutrition – EUA).
14.     A RAÚJO DB,BARRAL T, ARAÚJO RPC. Análise das Características de Produtos Contendo Aspartame Comercializados em Salvador, Bahia, Brasil. Pesq Bras Odontoped Clin Integr, João Pessoa, 8(2):223-228, maio/ago. 200815.     Revista dos Vegetarianos. Edição No 56. Junho 2011.
16.     Dra Aureluce Demonte (Doutora em Bioquímica e professora do Departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara/SP) 


Centro Empresarial do Agreste (CEA) - Rua Paranaíba, 99 - Maurício de Nassau 1º andar -Sala 106
Fones: (81) 3041-4130 / 9959-9128 / 9411-8218



Deixe aqui o seu comentário.